1 de dez de 2012

Como é a vida de um Intercambista?

Como será aquela sensação de ficar horas no avião vendo as paisagens passando? Como será que é aprender novas línguas e culturas? No post de hoje, falarei sobre como é a vida de um adolescente intercambista, aproveitando o final de ano e o ano novo

Estava lendo o blog Depois dos Quinze, e achei uma postagem muito legal, onde fala sobre uma leitora que realizou um intercâmbio aos EUA. Ela contou tudo, desde como convenceu seus pais, o mais importante, até como é a comida de lá. Curioso? Leia mais ;)



CONVENCENDO OS PAIS.. :(

Convencer os pais é a parte mais difícil. Ás vezes o pai e/ou a mãe tem que trabalhar e não pode ir junto, ou apenas tem medo de que aconteça alguma coisa com o(a) filho(a). Tente dizer como vai ajudar no seu amadurecimento aprender uma segunda língua, e como ter um intercâmbio no currículo possa ajudar nos futuros trabalhos. 

Não deve ser tão difícil, se seus pais são daqueles que se importam com seus estudos, e querem que arrume um bom emprego no futuro. Pros sonhadores, esse sonho se torna possível em segundos! 

ARRUMANDO AS MALAS!

Ninguém conhece um país como a palma da própria mão, né! Sempre tente buscar nos sites da empresa, o clima do país, as lojas.. Se for frio, leve somente o necessário, que seria pelo menos 2 casacos, pois pode comprar outros lá, 4 moletons, 3 par de sapatos/tênis.. 

Duas malas já está ótimo. Uma para levar à mão e a outra nas rodas. Não leve muita coisa, pois na linha aérea que você escolher, terá um limite de peso POR MALA. Além do mais você vai poder comprar outras roupas e acessórios no país em que for realizar seu intercâmbio.

COMO SE FUNCIONA MESMO?

A Gabriela Alegre, a garota que viajou aos EUA, conta que a vida de uma intercambista é a melhor que poderia ter. Lá, terá uma nova família, onde fornecerão o necessário que seria água, internet, luz, transporte, comida e moradia

Quando quiser realizar um curso, terá de utilizar seu próprio dinheiro. Por isso é sempre bom levar uma quantidade de grana para poder comprar algo. O melhor seria abrir uma nova conta e ter um cartãozinho de crédito num país diferente.

Gabi conta que a comida de lá é muito gordurosa. "No almoço do colégio eles servem batata frita, hamburguer, bolinhas de queijo, salsicha empanada, tudo frito!". Deu pra ver que você iria voltar pra casa com um apetite extremamente diferente, rsrsrs.. 
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Já falei demais, demais mesmo, mas achei divertido escrever esse post, pois li coisas que nem sabia que poderia realizar num intercâmbio, como estudar em um novo colégio *0* Me interessei muito pelo assunto, espero que algum dia possa realizar meu sonho como a Gabi realizou.. 

4 comentários:

Blog Cereja disse...

Ah, antes eu tinha vontade disso mas agora sei lá, acho besteira
beijinhos e estou seguindo, perfeitão aqui
blog-cereja.blogspot.com

Juuh Feer SZ disse...

OMG, besteira?? KKKKK', é, eu não vou por causa dos meus pais, senão já teria viajado à vários lugares, UAHSUAHS' Awwn, obrigada, fofa >.<

Ingrid disse...

Sempre quis fazer intercâmbio, mas ainda sou muito nova pra isso

Juuh Feer SZ disse...

Eu também, KKKKK'